TV GC

Ser “ Veggie”

Fui criada em uma cultura onde a falta de consumo diário de carnes animais era considerado uma dieta pobre em proteínas, hoje em dia sabemos que o excesso no consumo de proteína animal é até mesmo prejudicial à saúde

Culinária - 15/09/2017 09:41
O brasileiro tem uma forte cultura alimentar relacionada ao consumo de carnes em todas as regiões do país, sendo assim, a conscientização e educação seriam o caminho para uma alimentação mais saudável e equilibrada.
Veja bem, não estou criticando os consumidores de carnes... sou uma “carnívora” convicta, mas depois de tanta informação disponível em todas as mídias, acredito que valha a pena avaliar a qualidade da sua alimentação, da sua família. Acredito que essa evolução é necessária, pela saúde e bem estar. Me perguntam com muita frequência sobre a culinária vegetariana, como eu adapto pratos da cozinha internacional para esse regime alimentar. Não é um bicho de sete cabeças, na verdade essa forte tendência não pode ser ignorada, sim é possível a confecção de molhos, massas e risotos sem a utilização de proteína animal, com muita cor e sabor!
Antes de mais nada é importante conhecer as diferentes dietas relacionadas ao vegetarianismo, que de grosso modo é uma prática alimentar que exclui a ingestão de todos os tipos de carnes animais, com ou sem o uso de laticínios e ovos, sendo classificado da seguinte forma; Ovolactovegetarianisno (utiliza ovos, leite e laticínios na sua alimentação): Lactovegetarianismo (utiliza leite e laticínios na sua alimentação): Ovovegetarianismo (utiliza ovos na sua alimentação) e o Vegetarianismo estrito (não utiliza nenhum produto de origem animal na sua alimentação), nesta última se insere a filosofia Vegana, que pratica a restrição de qualquer consumo de produto que gere exploração e/ou sofrimento animal. Existem várias razões para a adoção de regimes alimentares, estudos apontam que a principal motivação é a ética, seguida da motivação de saúde e ainda causas ambientais entre outras.
Uma proposta interessante para você conhecer o vegetarianismo ainda que não considere a adesão integral é a SEGUNDA SEM CARNE, não é tão difícil quanto parece, apenas um dia para você mudar o cardápio, conhecer novas receitas e sabores. Pequenas mudanças que podem trazer grandes benefícios, para saúde, sim com certeza, mas ainda mais para uma nova experiência de vida.

Mais notícias