TV GC

Curso de Direito da Unoesc comemora 20 anos

O curso de Direito da Unoesc forma um profissional com consciência crítica e domínio jurídico para a resolução de conflitos

São Miguel do Oeste - 20/09/2017 17:53 (atualizado em 20/09/2017 17:58)

São Miguel do Oeste

Ato de inauguração do Núcleo de Prática Jurídica da Unoesc São Miguel do Oeste 

O curso de Direito da Unoesc São Miguel do Oeste comemora 20 anos  de história, com 29 turmas formadas, totalizando 1.436 profissionais, que estão inseridos na comunidade, contribuindo com o desenvolvimento regional. Segundo o coordenador, professor Peterson Fernando Schaedler, ao longo de duas décadas, o curso conquistou reconhecimento graças a qualidade do ensino, a excelente estrutura, ao corpo docente qualificado, formado por professores mestres e doutores, com ampla experiência no mercado de trabalho da área jurídica. "O curso apresenta bons resultados de aprovação no Exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). No primeiro exame de 2017, tivemos um percentual de 39,18% de aprovação, colocando o curso entre os melhores do Estado de Santa Catarina", destaca Peterson.

Durante a graduação, os alunos têm a oportunidade de realizar estágios não obrigatórios, por meio de convênios firmados entre a Unoesc e o Poder Judiciário, Ministério Público, Defensoria Pública, Secretaria de Segurança Pública, entre outros. Com o objetivo de aliar teoria e prática, os alunos também participam de viagens de estudos em diferentes locais como o Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ-SC), Polícia Federal (PF), Tribunal de Contas (TCE), Tribunal Regional do Trabalho (TRT), Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Congresso Nacional, sede da OAB, Superior Tribunal de Justiça (STJ), Supremo Tribunal Federal (STF), entre outros. Por meio do programa de intercâmbio da Unoesc, os estudantes conhecem um mundo de possibilidades.

O curso de Direito da Unoesc forma um profissional com consciência crítica e domínio jurídico para a resolução de conflitos.  Durante o curso, o aluno domina as normas jurídicas vigentes, seguindo a constituição e as leis brasileiras, para atuar com base na ética e na responsabilidade social.  O estudante sai da Unoesc com conhecimento teórico e prático para seguir carreira como advogado, juiz, promotor de justiça, delegado de polícia, entre outras atividades jurídicas.

Estudantes participam de júris simulados

Serviços oferecidos à comunidade

O curso também está comprometido com a comunidade e o desenvolvimento regional. Somente no ano passado, o Núcleo de Prática Jurídica realizou 5.406 atendimentos à população. Diariamente, são atendidas 35 pessoas. O Núcleo presta atendimentos, principalmente, na área do Direito Civil, em processos de pensão alimentícia, guarda, divórcio, dissolução de união estável, direito de visitas, inventário, exoneração de alimentos, entre outros. Além disso, há parceria com o Fórum da Comarca de São Miguel do Oeste, onde os alunos realizam audiências de mediação e conciliação. As escolas da região Extremo-oeste também recebem palestras sobre diversos temas, como Direito da Criança e do Adolescente, que contribuem para a formação dos alunos do ensino médio.

Eventos comemorativos

Para comemorar os 20 anos do curso, o Centro Acadêmico promoverá, no dia 7 de outubro, um momento de confraternização com atividades esportivas na sede da Associação Atlética Banco do Brasil (AABB). As atividades comemorativas terão continuidade, entre os dias 16 e 20 de outubro, durante a Semana Acadêmica. No dia 16, haverá uma solenidade especial com a presença de acadêmicos, diplomados, professores e autoridades. Após a solenidade, a Unoesc receberá o professor, doutor Orides Mezzaroba, para ministrar a palestra "(Re)pensando os fundamentos do Direito: desafios para a articulação entre ensino, pesquisa e extensão".

 A seguir a entrevista com a diplomada do curso de Direito da Unoesc São Miguel do Oeste, a delegada de Polícia Civil, Joelma Stang.

Diplomada da Unoesc conta como é seu dia a dia como delegada

Delegada Joelma Stang formou-se em Direito pela Unoesc São Miguel do Oeste

A delegada da Polícia Civil, Joelma Alberton Stang, graduou-se em Direito em 2003, pela Unoesc São Miguel do Oeste. Após a graduação, Joelma fez o curso de especialização em Direito Civil e Processo Civil e o curso de pós-graduação em Ciências Criminais. Na entrevista a seguir, a delegada relata como foi aprovada no concurso público e como é seu dia a dia como delegada.

1) Por que você optou em cursar Direito?

A opção em cursar Direito se deu em razão de que o curso oferece a possibilidade de exercer a advocacia ou realizar uma vasta quantidade de concursos públicos. Além disso, a formação jurídica ocupa um espaço de suma importância nas relações individuais e sociais. Prestei vestibular, em 1998, e integrei a segunda turma do curso de Direito da Unoesc São Miguel do Oeste. Em 2003, quando concluí a graduação, fui aprovada no Exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

2) Como foi a sua preparação para ser aprovada no concurso para delegada da Polícia Civil?

 Por um breve período, exerci a advocacia e fiz outros concursos. Em 2005, fiz a prova do concurso de delegado de Polícia Civil do Estado de Santa Catarina, mas não fui aprovada. Continuei a estudar cerca de 3 horas por dia e, em janeiro de 2008, quando saiu o edital do concurso para delegado de Polícia Civil, intensifiquei o tempo de estudo para 16 horas diárias, durante três meses. Entre 13 mil candidatos, fui aprovada nas cinco fases do concurso, que consistia na prova objetiva, exame de capacitação física, exame psicotécnico, investigação social e prova oral. Em 2009, realizei o curso de formação, com duração de cinco meses, na Academia da Polícia Civil (Acadepol), e comecei a trabalhar na Delegacia de Polícia da Comarca de São Miguel do Oeste e na Delegacia de Polícia de Proteção à Criança, ao Adolescente, Mulher e Idoso (DPCAMI).

3) Como é seu dia a dia como delegada?

Há 7 anos, atuo como delegada de Polícia e o mais extraordinário da atividade é que não há rotina. Todos os dias aparecem situações novas que demandam grande trabalho, que é realizado com toda a equipe de policiais civis.

4) Quais são as principais atribuições da profissão?

A função engloba a coordenação das atividades investigativas, que visam apurar a autoria dos crimes, por meio da formalização dos Autos de Prisão em Flagrante, Inquéritos Policiais, Termos Circunstanciados, Autos de Apuração de Ato Infracional e Auto de Apreensão de Adolescente. Vinculados a esses procedimentos, muitas diligências podem ser realizadas, dentre elas, representação por Mandados de Busca e Apreensão, Prisão Temporária, Prisão Preventiva e Interceptação Telefônica. A carreira jurídica do delegado de Polícia é de suma importância à realização da justiça, uma vez que somos o primeiro garantidor dos direitos individuais das pessoas e temos o dever de contribuir para que o processo penal tenha efetividade e para que a ordem social seja mantida.

Mais notícias