TV GC

Chuvas acima da média em outubro

O mês de outubro surpreendeu a todos com o volume exagerado de chuvas em Santa Catarina, em especial no extremo oeste. Teve munícipio como Princesa que choveu mais de 730 milímetros

De Olho no Campo - 03/11/2017 09:45 (atualizado em 03/11/2017 09:45)
Vejamos os dados da quantidade chuvas no mês de outubro por período: 01/10 choveu 41 mm, 06/10 choveu 18 mm, 08/10 choveu 20 mm, 09/10 choveu 62 mm, 10/10 choveu 22 mm, 12/10 choveu 23 mm, 13/10 choveu 22 mm e de 14/10 choveu 21 mm.
Seguindo os dados de 19/10 choveu 31 mm, 21/10 choveu 147 mm, 25/10 choveu 64 mm, 28/10 choveu 3 mm, 29/10 choveu 78 mm. Total no mês: 552 mm em São Miguel do Oeste SC.
Esperamos que essas chuvas não venham a faltar no momento que mais precisa para a floração e formação dos grãos nas culturas de milho, feijão e soja. È muito comum em dado momento chover demais e em outro período faltar chuva.
Um alerta importante aos nossos leitores, fiquem atentos, pesquisem os institutos de pesquisa como Epagri Ciram para verificar as possibilidades de chuvas, calor e o clima de forma em geral. 
PREVISÃO CLIMÁTICA PARA TRÊS MESES
A previsão é de chuva abaixo da média climatológica para SC, no trimestre. No entanto, novembro deve seguir o padrão de chuva frequente, observado em outubro, com totais próximos a média. Em dezembro e janeiro a chuva começa a ocorrer de forma mais isolada, associada a convecção, com valores abaixo da média climatológica.
Na primavera e verão são comuns os temporais com granizo e ventania, e por vezes acumulados significativos de chuva em curto espaço de tempo. Por isso, a Epagri/Ciram recomenda o acompanhamento diário dos boletins e informações disponibilizadas no site.  
Em novembro a chuva diminui, em relação a outubro, e a média mensal varia de 130 a 180 mm no Estado. Em dezembro a segunda quinzena é mais chuvosa em relação a primeira, e a chuva se concentra especialmente no período da tarde e noite, em forma de pancadas passageiras, típicas de verão. A média mensal em dezembro e janeiro varia de 140 a 200 mm no Estado.
Durante o trimestre, os episódios de precipitação normalmente ocorrem associados à passagem de frentes frias e influência dos Sistemas Convectivos de Mesoescala (SCM) que provocam chuvas mais intensas em SC, sobretudo no Oeste e Meio Oeste. E também pelo processo convectivo a partir da segunda quinzena de novembro.
Ciclones extratropicais continuam frequentes em novembro e dezembro, intensificam o vento no litoral e deixam o mar agitado com ressaca e perigo para a navegação no Litoral.
Em novembro, a previsão é de frio tardio em SC, com temperatura entre a média climatológica a ligeiramente abaixo, com geada fraca nas áreas altas do Planalto Sul, devido a influência de algumas massas de ar frio, especialmente na primeira quinzena do mês. Em dezembro e janeiro, a previsão é de temperatura mais elevada, com valores entre a média climatológica e acima.
Também são caraterísticas de primavera/verão: nevoeiros associados à nebulosidade baixa, com redução de visibilidade.
Estas informações são da Epagri Ciram. Vamos ficar atentos a todos os movimentos climáticos para evitar perdas na produção.
FAISMO 2017 
A Feira Agropecuária, Comercial e Industrial de São Miguel do Oeste (Faismo 2017), vai acontecer entre os dias 14 a 19 de novembro, juntamente com os eventos paralelos, a exemplo da Mercoleite, Mercoindustrial, Feira da Agricultura Familiar, Feira de Pequenos Animais e os shows que acontecem no parque de exposições Rineu Gransotto.
Neste ano a Faismo deve receber mais de 250 expositores de vários Estados do Brasil, além de shows de renome como Naiara Azevedo, Eduardo Costa, Bruninho e Davi, Acústico e Valvulados, Integração Gaudéria, Galinha Pintadinha, Toca do Rock e Camarote Four Club.
A maior feira multissetorial da região mostrou sua força e passa a ser conhecida como a “feira das parcerias”, que reúne entidades, poder público e iniciativa privada, para realizar, em tempo de crise, uma das maiores edições do evento.
No setor agropecuário teremos dois momentos importantes que são o Mercoleite e a feira da agricultura familiar com mais de 50 expositores, mostrando toda a importância e o potencial dos dois setores do meio rural.
BANDEIRANTE REALIZA ENCONTRO COM JOVENS RURAIS
Vários municípios da região estão preocupados com o destino dos jovens rurais e por isso estão realizando uma série de eventos que vão desde pequenos encontros, passando por capacitações diversas e eventos maiores como seminários e encontros com jovens e pais dos jovens rurais.
No próximo dia 07/11/17 vai ocorrer Encontro Municipal de Juventude Rural no município de Bandeirante. O evento será realizado no Centro de Múltiplo Uso a partir das 13:30 horas com palestra sobre Juventudes Rurais do Oeste de Santa Catarina – Desafios e Perspectivas  com olhar na sucessão familiar. O palestrante será o Professor e Ms – Rodrigo Kummer (IFSC).
Haverá também apresentação de experiências de sucesso com Jovens de Bandeirante e trabalho em grupo para debater e planejar o futuro da juventude de Bandeirante e os caminhos para o sucesso da sucessão familiar.
Fica o convite para os jovens rurais participarem e mostra sua força. O momento é de ocupar os espaços na sociedade e dizer por que são o presente e não o futuro.

Mais notícias