TV GC

Opinião

Para dar força à causa, o dia 5 de dezembro também foi instituído Dia Mundial do Solo. Este dia foi criado em 2002 pela União Internacional de Ciências do Solo (IUSS) para celebrar a importância crítica do solo para a humanidade. Mas foi celebrado pela primeira vez em 2014.

De Olho no Campo - 15/12/2017 18:07


O Dia Mundial do Solo é uma oportunidade única para refletir sobre o tratamento humano que este recurso natural finito recebe. A Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) também impulsiona a comemoração deste dia.

As discussões sobre as relações homem-natureza ainda estão muito focadas em clima e água, mas pouco se fala sobre o solo como meio capaz de sustentar a vida no planeta e que se encontra ameaçado também por ações do homem em práticas predatórias. O Solo fundamenta a vida no planeta pelas funções que lhe são inerentes.

É base para produção de alimentos, fibras e energia; sustentáculo de cidades e infraestrutura de transportes, fonte de matérias-primas, biodiversidade, suporte dos grandes ciclos biogeoquímicos, filtra e transformam resíduos, atua como reservatório de água e ainda mantém o registro histórico da evolução do planeta. Mas não tem sido bem cuidado. 

COMO O BRASIL CUIDA DO SOLO
O Brasil, por exemplo, perde milhões de toneladas de solo anualmente nos diversos sistemas de uso desse recurso natural e cuja imagem mais recorrente é a de rios impregnados de sedimentos.
Num planeta que abriga 7 bilhões de habitantes, essa camada que recobre o globo é um sistema complexo não-renovável quando medido na escala antropológica do tempo. 
Nosso país, em seus 851 milhões de hectares de área territorial, possui centenas de tipos de solos. Descontando-se a área coberta por águas, os solos brasileiros se estendem por 835 milhões de hectares, onde as lavouras e pastagens ocupam cerca de 40%, as florestas e áreas protegidas cerca 50% e os 10% restantes se referem a cidades, estradas, etc. Do ponto de vista quantitativo são números que impressionam.
As constatações mostradas acima já fazem sentido para justificar a existência de um dia especialmente dedicado ao Solo. Então, será que não estaria na hora de restituir aos solos seu papel fundamental no campo das preocupações ambientais e do desenvolvimento sustentável? Imprensa, governos, gestores ambientais e até professores de escolas básicas precisam colocar o solo na pauta de suas percepções, ações e compromissos.
Na região, o dia mundial do solo foi comemorado com eventos como seminários e dia de campo. Bandeirante manteve a tradição e realizou o 3º Seminário municipal de solos com presença de mais de 50 pessoas. A organização foi da Prefeitura, Epagri e Souza Cruz.
Metodologias que buscam aproximar o técnico e agricultor da realidade que estão sendo utilizado nosso solo. Uma coisa é certa se não cuidarmos preservarmos o nosso solo em poucos anos será muito difícil aumentarmos a produção ou termos produções sustentáveis.
DIA DO EXTENSIONISTA RURAL 
No dia 6 de dezembro comemora-se o Dia do Extensionista Rural e Santa Catarina, um dos Estados pioneiros no Brasil na implantação do serviço de extensão rural em 1956, tem bons motivos para celebrar a data.
Antes, porém, vamos esclarecer nossos leitores que Extensão Rural é um trabalho educativo, não formal, dirigido, prioritariamente aos pequenos agricultores e suas famílias, realizado predominantemente por profissionais das áreas das ciências agrárias e sociais, os dedicados Extensionistas Rurais. 
Por meio de metodologia própria, com foco no envolvimento e na organização das comunidades, são compartilhados conhecimentos que visam a melhoria dos sistemas produtivos da propriedade rural, especialmente por meio da utilização racional dos recursos naturais e da sua integração com novas técnicas e tecnologias.
Visando a produção animal e vegetal, bem como, são desenvolvidos trabalhos de orientação às famílias rurais, objetivando a melhoria das condições e da qualidade de vida dos agricultores e consequente permanência no campo, destes abnegados produtores de alimentos. 
O serviço de extensão rural em Santa Catarina é atribuição do Estado e é prestada pela Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri), cuja competência na área é referência nacional e internacional. 
Possui equipes básicas compostas por um extensionista rural, uma extensionista social e um auxiliar de escritório, a Epagri está presente em praticamente todos os municípios do Estado por meio de seus escritórios municipais. 
Mas ainda a estrutura das equipes de extensão rural precisa ser melhorada, ampliadas apara atender a demanda da agricultura familiar que necessitam desse apoio de assistência técnica e extensão rural.

PROTETOR AMBIENTAL
A Polícia Militar Ambiental de Santa Catarina – PMA desenvolve em todo estado um programa de educação ambiental denominado “Protetor Ambiental”. O programa é voltado ao público adolescente, tem por finalidade aproximar a PMA das novas gerações, fomentando a prevenção de ilícitos ambientais. Os protetores ambientais são adolescentes oriundos das escolas e são treinados e disciplinados, que auxiliam a Polícia Militar Ambiental em suas atividades de educação ambiental.
Tive a oportunidade de acompanhar a última turma em São Miguel e que entre eles estava minha filha. Fiquei muito feliz pela oportunidade dada aos adolescentes neste processo de educação ambiental, pois além de aprenderem e praticarem mais sobre o meio ambiente, também evoluem no quesito da disciplina, responsabilidade e criatividade.
Nesta semana em que se encerraram as atividades podemos acompanhar um pouco do acampamento realizado no interior de Guaraciaba e como foi rico esse momento de aprendizado da independência e as formas de construir novas amizades.
EXPO BARRA BONITA 
O município de Barra Bonita está preparando mais uma feira agroindustrial, chamada de ExpoBB. O evento inicia hoje dia 15/12 e vai até dia 17/12 (domingo). Muitos atrativos estão sendo preparados que vão desde exposições do comércio e a indústria, feira da terneira e a parte cultural com shows musicais, voo-livre e velo terra.  

Mais notícias