TV GC

Confirmados R$ 4,5 milhões para aquisição da Usina de Asfalto

Implantação da usina é uma reivindicação dos 19 municípios que compõem a Ameosc. Empenho ocorreu no dia 29 de dezembro, na data limite

Região - 09/01/2018 17:37 (atualizado em 09/01/2018 17:38)
Carregando Vídeo


Presidente da Ameosc em 2017, Claudio Junior Weschenfelder Foto: TV GC


Uma das principais reivindicações da Associação dos Municípios do Extremo-oeste de Santa Catarina (Ameosc) deve ser tornar realidade em 2018, a usina de asfalto. Isso porque ocorreu no dia 29 de dezembro o empenho de R$ 4,5 milhões no orçamento por parte do Governo Federal.

O presidente da Ameosc no ano de 2017, Claudio Junior Weschenfelder, comemorou a conquista. “Identificamos no conjunto dos 19 prefeitos que, regionalmente, articulando todas as forças partidárias, de deputados, senadores, dos prefeitos, nós poderíamos junto com o governo federal, através do Ministério da Integração Nacional, buscar um empreendimento dessa envergadura. Praticamente já no anoitecer, aos 48 do segundo tempo, em Brasília, através de toda uma articulação construída com senadores, com deputados, tivemos a oportunidade do senador catarinense Dário Berger ser relator da comissão de orçamento do senado, isso foi decidido também juntamente com o apoio de demais parlamentares, senadores, enfim, para que pudéssemos fazer o empenho desse recurso”, comenta.

Cláudio explica que no início de 2017, uma comitiva de prefeitos visitou uma experiência que também se viabilizou por meio de um consórcio público, nos municípios em torno de Pinhalzinho. “Diga-se de passagem, proporcionou para nós prefeitos e vices, que visitaram, uma experiência, impressões extremamente satisfatórias pelo fato do rendimento, de economias registradas de 35% a 40% no metro quadrado, da massa asfáltica, da concretização, do pavimento, e isso sem dúvida, demonstrou para gente a grande viabilidade que se tem, sem contar a possibilidade de que nós tenhamos mais governabilidade, um maior gerenciamento sobre, inclusive, a qualidade do material, que também é uma grande preocupação em uma obra pública”, comenta.

 O empenho foi feito em favor da prefeitura de São Miguel do Oeste, que posteriormente irá conceder o uso dos equipamentos para o Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Regional (Conder), que é quem vai gerir os equipamentos. A ideia é ir fazendo um cronograma, o itinerário, que possa ir contemplando gradativamente os municípios. Segundo o prefeito de São Miguel do Oeste, Wilson Trevisan, o local de instalação a usina ainda não está definido, mas deverá ser em uma área centralizada da região, para facilitar o acesso de todos os municípios beneficiados.

Trevisan destaca que foram várias idas a Brasília para articular a liberação dos recursos, e destacou o trabalho coordenado pela Ameosc e Conder, sob a liderança, principalmente, dos prefeitos Claudio Junior Weschenfelder (Guarujá do Sul), novo presidente da Ameosc, Jorge Welter (Itapiranga) e presidente do Conder, Genésio Bressiani (Belmonte).


Fonte: TV GC

Mais notícias