TV GC

DIREITO DE SENTIR TUDO, MAS NÃO FAZER TUDO!

Familiaridades - 09/03/2018 10:38


Estamos em um tempo onde as pessoas querem viver tudo, ótimo, mas esse “tudo” tem seus limites! Muitas vezes ouço declarações do tipo: “o negócio é viver agora, não me preocupo com o futuro”, “vou aproveitar só o momento” ou “meu tempo é hoje, quero viver agora!” E tantas outras falas, algumas meio absurdas. São declarações verdadeiras, mas com certo conteúdo imaturo. Talvez, como sempre expresso, a coisa mais difícil para a nossa geração atual (todos) seja controlar o desejo, as emoções. Aliás, onde aprendemos a controlar nossas emoções? A resposta seria quase óbvia: na família de origem!

Quando crescemos rodeados de adultos que não são capazes de compreender aquilo que sentimos e muito menos dar a devida importância a esses sentimentos (pais muitas vezes mais preocupados em FAZER do quer SER para seus filhos), torna-se mais difícil desenvolver a capacidade de gerir as emoções. Isso faz com que tantas vezes façamos escolhas que não traduzam o respeito por nós próprios ou que em alguns momentos não consigamos evitar que algumas emoções, sentimentos e atitudes nos dominem.

Se a raiva, o medo, a culpa e os desejos tomarem conta de nós, o mais provável é que façamos escolhas mais impulsivas, mais disparatadas e mais descontroladas.

É preciso conhecer o nosso próprio funcionamento cotidianamente (não é suficiente e nem funcional ficar se queixando e ou projetando a culpa para nossos pares). Conhecer a si mesmo proporcionará para que possamos gerenciar nossas emoções, evitando verdadeiros desastres em nossas histórias de vida. Como controlo a mim mesmo? Por que sou assim? Qual é a minha história? O que posso fazer para melhorar? ... Etc. 

Conheça a você mesmo, busque ajuda, se necessário!


Mulheres, parabéns a vocês pelo seu dia, semana, ano... Vida!


Mais notícias