TV GC

Morre ex-desembargador de SC Lédio Rosa de Andrade

Ex-magistrado disputou as eleições de 2018 como candidato a senador catarinense pelo Partido dos Trabalhadores (PT)

São Miguel do Oeste - 29/01/2019 10:00 (atualizado em 29/01/2019 10:09)
Carregando Vídeo

Durante o processo eleitoral, Lédio foi um dos entrevistados da TV GC


Morreu na madrugada desta terça-feira (29) o ex-desembargador catarinense Lédio Rosa de Andrade, aos 60 anos. Ele era natural de Tubarão, mas morava em Florianópolis. Lédio deixa esposa, três filhas e uma neta. 

O ex-desembargador realizava um tratamento no coração e estava em casa desde a última quinta-feira, dia 24 de janeiro, após ser internado no mês de dezembro. Em casa, ele recebia visitas diárias de uma equipe médica.

O corpo será velado a partir das 16h desta terça-feira na capela da funerária Recanto da Paz, no bairro Itacorubi, e deverá ser cremado.

Lédio também foi candidato a senador pelo Partido dos Trabalhadores (PT) nas eleições de 2018.

Durante o processo eleitoral, ele concedeu entrevista à TVGC. Acompanhe a  entrevista aqui.

Carreira

Considerado o juiz mais jovem do Brasil aos 23 anos, Lédio dedicou mais da metade da vida à magistratura, inicialmente como juiz e depois como desembargador. Exerceu esta atividade em diversas cidades catarinenses. 

Após anunciar a aposentadoria ano passado, decidiu voltar à política, espaço que teve como primeira experiência ainda aos 22 anos, quando disputou a prefeitura de Laguna pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT).

Motivo de orgulho

A trajetória política do ex-desembargador teve início ainda na juventude, com atuação na militância estudantil de resistência à ditadura civil-militar, tendo participação ativa na reconstrução da União Catarinense dos Estudantes após o fim do regime. Foi presidente do Diretório Central dos Estudantes (DCE) da UFSC, momento da vida lembrado por ele com muito orgulho, conforme relato de familiares.

Ao longo da atuação no TJSC, Lédio foi idealizador do programa Lar Legal, que tinha como objetivo regularizar a situação de posse e propriedade de terrenos em áreas onde vivem comunidades carentes. O programa foi criado em 2012 pelo Conselho da Magistratura do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC).

Fonte: Karollayne Rosa/NSC TV
Envie suas sugestões de pauta para a redação
WhatsApp Business TVGC (49) 99936 0092

Mais notícias

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência.