TV GC

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO APROVOU A NOVA DIRETORIA DA EPAGRI

De Olho no Campo - 14/02/2019 14:59


Como comentei na última coluna que o conselho de administração da Epagri iria se reunir para apreciar e aprovar ou não os novos nomes indicados para diretores e a presidente da Epagri. Conselho este que faço parte como representante eleito pelos funcionários da Epagri.

Desta forma o Conselho de Administração da Epagri aprovou na última quinta-feira, 7, o nome da extensionista Edilene Steinwandter para a presidência da Empresa. Também foram avaliados e aprovados os nomes de Humberto Bicca Neto e Vagner Miranda Portes. Já o diretor Giovani Canola Teixeira, continua como diretor financeiro e juntamente com Edilene, passam a compor a nova diretoria executiva. Além destes, completam a diretoria executiva da Epagri o diretor eleito pelos funcionários, Ivan Luiz Zilli Bacic. A reunião aconteceu na sede da Epagri, em Florianópolis.

Humberto Bicca Neto, que assumiu a diretoria da extensão rural, ocupava até então a gerência da Estação Experimental da Epagri em Campos Novos. É engenheiro agrônomo, extensionista da Epagri desde 2008. Na nomeação ele manifestou intenção de fortalecer o entrosamento entre as áreas de pesquisa extensão. “Vamos priorizar as demandas regionalizadas de cada cadeia produtiva, sempre seguindo o estabelecido no planejamento estratégico da Empresa”, descreveu.

Já o novo diretor de pesquisa, Vagner Miranda Portes, é médico veterinário, doutor em biotecnologia e biociências. Pesquisador do Centro de Pesquisa para Agricultura Familiar (Epagri/Cepaf em Chapecó). Atuava até então como coordenador do Laboratório de Biotecnologia em Sanidade Animal da unidade, inaugurado em junho de 2018. Declarou que “A nossa Empresa cresceu muito nos últimos anos e nosso desafio é dar continuidade a esse processo”.

E o diretor administrativo financeiro da Empresa, Giovani Canola Teixeira foi mantido no cargo de diretor, que já ocupava na antiga gestão. É engenheiro agrônomo, com especialização em gestão pública avançada. Na posse ele destacou a grandeza da estrutura da empresa e como é importante que tudo esteja funcionando de forma adequada para dar suporte ao trabalho de pesquisadores e extensionistas.


GOVERNADOR PRESTIGIA A POSSE DA NOVA DIRETORIA DA EPAGRI

O Conselho da Administração da Epagri é formado por 8 (oito) membros assim distribuídos: 1 (um) representante dos funcionários da Epagri que é eleito a cada 2 (dois) anos; 1 (um) representante da Fetaesc (Federação dos Trabalhadores Rurais de Santa Catarina); 1 (um) representante da Faesc (Federação dos Produtores Rurais de Santa Catarina);  1 (um) representante da Ocesc (Organização das Cooperativas de Santa Catarina); 1 (um) representante da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária); 1 (um) representante do Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento); Presidente da Epagri e o secretário estadual da agricultura e pesca.


O conselho de administração da Epagri é presidido pelo Secretário de Estado da Agricultura e da Pesca, Ricardo de Gouvêa. Ele lembrou ao novo corpo gestor a necessidade de dar sequência aos trabalhos com austeridade nos gastos, mas destacou que essa diretriz do atual governo não vai interferir no bom trabalho que a Epagri realiza ao longo de seus 27 anos de história.

Já no dia 8 de fevereiro no auditório da Epagri lotado, a nova diretoria tomou posse com a presença do governador Carlos Moisés da Silva que enalteceu a importância da Epagri no meio rural e pesqueiro e dará todo apoio para que a empresa continue atuando com seu corpo de funcionários altamente comprometidos. Falou que a escolha da nova presidente Edilene levou em conta sua trajetória dentro da empresa de muito trabalho, comprometimento e liderança. O evento teve ainda a participação dos secretários da Agricultura e da Pesca, Ricardo de Gouvêa, e da Casa Civil, Douglas Borba, entre outras autoridades.

 Já a nova presidente em seu discurso enalteceu a responsabilidade se assumir o cargo de presidente e disse “Tenho clareza do tamanho o desafio que assumo, ao mesmo tempo em que se disse confiante para ocupar o cargo”. “A Epagri é uma Empresa moderna, com foco e diretrizes”, descreveu a presidente, enumerando esses como alguns dos motivos que a fazem crer no sucesso da gestão de sua diretoria.

Edilene é engenheira agrônoma, com mestrado em zootecnia. Funcionária da Epagri desde 2002, quando iniciou na função de extensionista rural no município de Ponte Serrada. Na Empresa ocupou os cargos de gerente regional de Xanxerê e gerente estadual de extensão rural, onde permaneceu até assumir a presidência. 


FUNCIONÁRIOS DA EPAGRI SUGEREM NOMES PARA FUTUROS GESTORES

A Epagri tem dado diversas mostras de abertura de espaços para a participação dos funcionários nos processos dentro da empresa. A mais de 20 anos que acontecem eleições para escolha de um diretor e um conselheiro, onde são escolhidos diretamente pelos funcionários.

Portanto a Gestão Participativa não é uma novidade para a Epagri, pois  além da eleição de um diretor e um conselheiro, também busca envolver a comunidade e diferentes entidades do setor na elaboração do plano de trabalho nos municípios. 

Este ano está acontecendo mais um avanço no processo de escolha dos dirigentes das unidades. Numa iniciativa da Faper (Federação das Associações dos Funcionários da Pesquisa e Extensão Rural), DDI (Diretoria de Desenvolvimento Institucional) através de seu diretor e suplente e o conselheiro eleito e suplente realizaram uma pesquisa junto aos funcionários para indicar um nome a ser o possível gestor de sua unidade da Epagri.

DEMOCRACIA É IMPORTANTE EM QUALQUER TOMADA DE DECISÃO


Esse debate vem a tempo, mas não avançava e agora considerando este importante momento de transição que estamos passando na nossa empresa, ou seja, com a indicação da nova presidente e os novos diretores, a Faper e os representantes dos empregados na Diretoria e no Conselho de Administração promoveram essa semana, por meio de uma pesquisa de opinião, uma ação conjunta para contribuírem com a nova Diretoria na escolha dos novos dirigentes (Gerentes Estaduais, Regionais, de Estações Experimentais, de Centros Especializados e Chefes de Centros de Treinamento).

Os nomes levantados pelas unidades serão encaminhados ao conhecimento da Diretoria da Epagri. Entre todas as sugestões recebidas por diversos meios, caberá à Diretoria da Epagri a decisão final da escolha dos dirigentes.

Entendemos que para a escolha do Gestor 3 pontos devem ser levados em consideração: capacidade de gestão, capacidade técnica e capacidade para lidar com pessoas. O Gestor precisa ter capacidade de estabelecer metas em grupo e motivar as pessoas para atingir resultados.

Só nos resta parabenizar os idealizadores do processo de pesquisa dos novos gestores da Epagri e quem sabe num futuro próximo possamos ter uma eleição direta de todos os cargos, desde presidente até o gerente regional da Epagri. Democracia é importante para qualquer tomada de decisão.

Envie suas sugestões de pauta para a redação
WhatsApp Business TVGC (49) 99936 0092

Mais notícias

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência.