TV GC

WATSU - UMA TERAPIA AQUÁTICA SEM IGUAL!!

Feminíssima - 09/07/2019 11:55


Derivado do Zen Shiatsu, o Método Watsu foi o primeiro trabalho corporal aquático do mundo. 

A terapia é realizada pelo Fisioterapeuta aquático em água aquecida, numa temperatura de aproximadamente 35 graus e a sustentação contínua proporcionada pela água e pelos manuseios, rotações, alongamentos e massagens feitos pelo terapeuta, se torna um meio ideial para provocar um nível de relaxamento e bem estar intenso. 

O paciente/cliente que recebe a terapia sente entre os benefícios: soltar a coluna, um relaxamento dos músculos, a redução da dor e a fadiga. A sua respiração acalma, melhora do tônus muscular, ganho de alongamento e flexibilidade e uma sensação incrível de liberdade e restabelecimento energético.

O Watsu é uma terapia largamente utilizada na Europa e tem como benefícios a médio e longo prazo:

• Reequilíbrio estrutural dos fluxos bioenergéticos

• Diminuição da ansiedade

• Diminuição considerável da dor física crônica e da dor emocional

• Reequilíbrio estrutural das emoções

• Melhoria nos padrões de sono

• Fortalecimento do sistema imunitário

A Terapia Aquática Watsu é uma excelente forma de tratamento para casos de ansiedade, depressão, stress crônico, dores miofasciais, fibromialgia, doenças reumatológicas, dores crônicas, gestantes, pacientes neurológicos entre outros. 

Agende seu horário e desfrute dessa experiência incrível na água!! Atendimentos no Clube Jardim em SMO.

“Dizia-se no Egito que a água tinha sido dada á alma como uma compensação por ela ter assumido uma forma corporal. Na água, nossos corpos encontram a liberdade perdida pela alma. O Watsu é a exploração contínua dessa liberdade.”

AFINAL, O QUE É INTEGRAÇÃO SENSORIAL?

É a capacidade que todo o ser humano tem em organizar as sensações para o proposito de realizar das atividades autodirigidas e significativa, ou seja, é um processo pelo qual o cérebro organiza as informações, de modo a dar uma resposta adaptativa adequada, para organizar as sensações do próprio corpo em relação ao ambiente. As nossas capacidades de processamento sensorial são usadas para a interação social, o desenvolvimento de habilidades motoras e para a atenção e concentração.
Os órgãos sensoriais envolvidos são: audição, tátil, vestibular, propriocepção. Visual, paladar e olfato.
As crianças que apresentam desordens de processamento sensorial poderão exibir atrasos nas aquisições motoras grossas e finas, de equilíbrio, de coordenação, de comportamento e dificuldade na transição alimentar (deixar a mamadeira e passar a comer frutas, papas e alimentos em pedaços). Sendo assim, a pessoa apresenta diferenças na forma de processar os estímulos sensoriais tendo como resultado final, dificuldade nas habilidades motoras, na alimentação e na exploração de objetos e brinquedos (limitando o brincar). Ela compromete desde a fase infantil a fase adulta.
É indicada para crianças e adultos com:
• Disfunções Sensoriais; 
• Distúrbios neurológicos - Paralisia Cerebral, Síndromes, Atraso no Desenvolvimento Neuropsicomotor (DNPM) 
• Distúrbios comportamentais - Autismo, Psicoses Infantis, Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH).
O terapeuta ocupacional é o profissional que está habilitado para avaliar e aplicar a técnica de Integração Sensorial. Sendo assim, outras áreas como pedagogo, fisioterapeuta e fonoaudiologia elas apenas realizam a estimulação sensorial, e o Terapeuta Ocupacional, realiza a intervenção utilizando a técnica de Integração sensorial. Vale ressaltar que é necessário a formação específica e treinamento adquirido pra aplicar.

Mais notícias