TV GC

Inter vence o Cruzeiro no Mineirão e sai em vantagem na semifinal

Gol da vitória do Colorado foi marcado por Edenílson, aos 31 minutos do segundo tempo

Copa do Brasil - 07/08/2019 23:43


| Foto: Vinnicius Silva / Cruzeiro / Divulgação


O Inter pretendia jogar com inteligência o duelo diante do Cruzeiro, pela semifinal da Copa do Brasil. Conseguiu isso. E, melhor, ainda trouxe uma vantagem importante para decidir no Beira Rio. Jogando no Mineirão, controlou o jogo e encontrou seu gol quando jogava melhor na etapa final, para bater o rival mineiro por 1 a 0 e sair na frente no confronto de 180 minutos.

O gol da vitória foi marcado aos 31 minutos do segundo tempo, por Edenílson. Após cobrança de falta de Guerrero, o meia do Inter foi rápido para pegar o rebote, empurrar para o gol de Fábio e decretar o triunfo do Inter. 

Agora, o Inter joga por um empate no jogo da volta para se garantir na final da Copa do Brasil 2019. A partida acontece no dia 4 de setembro, às 21h30min, no Beira Rio. Pelo Brasileirão, o próximo compromisso do Colorado é no domingo, às 11h, contra o Corinthians, no Beira Rio.

Colorado controla o jogo no primeiro tempo 

As dúvidas foram sanadas apenas menos de uma hora antes do jogo. Rodrigo Lindoso, que era dúvida, foi reavaliado e confirmado para a partida. No lugar do suspenso D'Alessandro, Odair Hellmann optou por uma decisão mais agressiva, colocando o time mais para frente: escolheu Rafael Sóbis para iniciar entre os 11. 


O Cruzeiro ficou mais com a bola nos primeiros 20 minutos, com quase 70% de posse. Rondou a grande área colorada mas, apesar disso, quase não levou perigo ao gol defendido por Lomba. O Inter, por sua vez, finalizou apenas aos 18 minutos, quando Rafael Sobis bateu fraco para defesa tranquila de Fábio.

A partir dos 25 minutos, foi a vez do Inter valorizar a posse de bola. O Colorado administrou as ações e ficou com ela na intermediária e no círculo central. O Cruzeiro, por sua vez, observava a defesa do Inter tocar a bola de maneira despretensiosa, tirando a velocidade do confronto. 

Ao longo do jogo, as duas equipes não conseguiram imprimir velocidade. O duelo truncado no meio campo se refletiu em poucas chances de gol. Na primeira etapa, Marcelo Lomba e Fábio praticamente não trabalharam, o que levou o placar zerado ao intervalo.

Wellington Silva melhora o time e Inter marca 

No segundo tempo, o Cruzeiro voltou pressionando. Novamente com mais posse de bola, a equipe mineira se manteve mais tempo dentro do campo colorado. Em algumas investidas e cruzamentos, chegou a levar perigo ao sistema defensivo do Inter, mas esbarrou em uma boa noite do zagueiro Victor Cuesta, um dos melhores em campo no confronto.

Para tentar modificar o cenário e recolocar o Inter com uma postura mais agressiva, Odair optou pela entrada de Wellington Silva no lugar de Nico López que, mais uma vez, não teve grande atuação. Pela direita, tentou algumas investidas, melhorando as jogadas pelas pontas do Colorado. 

Foi dele a melhor chance do Inter no jogo, aos 25 minutos do segundo tempo, quando invadiu a grande área após trama com Edenílson e chutou para boa defesa de Fábio. Minutos depois, foi a vez de Guerrero quase marcar, após cruzamento da esquerda.

E a melhora do Inter logo resultou em gol. Aos 31 minutos, Paolo Guerrero bateu falta com precisão, obrigando Fábio a fazer grande defesa no primeiro lance. No rebote, no entanto, a bola se apresentou para Edenílson, que só empurrou para as redes para decretar a vitória colorada e colocar o Inter em vantagem no confronto. 

Fonte: Correio do Povo

Mais notícias