TV GC

Feminíssima Materna: A maternidade real

Feminíssima - 06/09/2019 14:31

Apartir de hoje quero dar um novo tom a nossa coluna...sim sim eu gosto de inovar e sou cheia de ideias kkkk.

Meu grande público e o direcionamento da coluna são as mulheres e tenho sempre um Feedback positivo quando escrevo ou trago assuntos relacionados à maternidade...e filhos. Então vou procurar direcionar nossos assuntos para esses temas, porque tem muito assunto para falar não é? Então para começar essa nossa conversa semanal quero das a minha visão sobre a maternidade...nua e crua e real!

Não...minha gravidez não foi planejada e a primeira coisa que digo é, que bom que foi desse forma, e sabem porque, hoje e pensarmos não temos filhos não, nossa rotina mudou, trabalhamos mais e vivemos menos e aí onde encaixar uma criança nessa rotina de vida que na verdade não tem rotina, é um corre corre de segunda a sexta, esperando ansiosos pelo sábado e domingo. Criança precisa de atenção, de rotina e disciplina, hoje a maioria das famílias nem tempo de sentar-se à mesa juntos tem, e aí? Aonde colocar uma criança nessa rotina, queremos curtir a vida, viajar, ficar ricos e aí? Aonde colocar uma criança nessa rotina? Temos todo um plano na cabeça, fazer faculdade, arrumar um ótimo emprego, fazer uma especialização aí vou casar e aí vou ter filhos não é assim? Mas perai, quero comprar minha casa, conhecer o mundo...agora sim vou ter um filho... não... só mais um pouco quero aquela promoção no trabalho ou abrir meu negócio... agora sim o filho vem...não, não temos mais tempo e nem pique!

E dessa forma a vida passa e cadê vez mais o plano de ter filhos vai ficando para trás. E aonde quero chegar com essa conversa, falo de coração, não se privem dessa bela e desafiadora experiência da maternidade. Hoje consigo ver que nesses quase 3 anos de mãe só aprendi e cresci, nem tudo são folhes, mas penso ser uma questão da forma que vamos regar... 

venham comigo que a partir dessa edição vamos destrinchar esse mundo lindo e desafiador da maternidade!

Mães que inspiram!

Eu e meu pedacinho Anna Catarina
Barbara Casales Giongo Rodrigues e seus lindos filhos
Pamella Schons e seu lindo Bernardo
Daiane Antoniolli e seu Benjamim

O #setembroamarelo é uma campanha brasileira de prevenção ao suicídio iniciada em 2014. É uma iniciativa do Centro de Valorização da Vida, do Conselho Federal de Medicina e da Associação brasileira de Psiquiatria.

Por meio desta campanha buscamos conscientizar a população sobre os fatores de risco para o comportamento suicida e orientar para o tratamento adequado dos Transtornos Mentais que representam 96,8% dos casos de morte por suicídio.

Desde 2003, o dia 10 deste mês é o Dia mundial da prevenção de suicídio, então, no mês de Setembro costuma-se usar a cor amarela como forma de iluminar esse assunto que muitos anos foi tratado como tabu. 

O Setembro Amarelo é uma oportunidade de conscientizar as pessoas e promover reflexão e discussão sobre o tema.

Nem sempre damos conta de nós mesmos. 

Não há em nenhum lugar escrito que esse é nosso dever, não! 

Às vezes embarcamos em sofrimento, em dor, em tristeza sem data no calendário pra passar. Mas, você precisa entender que, você não precisa, não deve, nem necessita viver isso sozinho(a). 

Se você tem vontade de morrer, se dê uma chance: peça ajuda!

Psicóloga Clínica Lauren Mezzomo Alba

CRP/SC 188.115

Mais notícias