TV GC

OS (DES) AVANÇOS DA NOSSA CIDADE

Leandro Freitas - 01/11/2019 15:12

Como todos sabem, moro há um pouco mais de dois anos aqui em São Miguel do Oeste. Neste período, entre relatos dos moradores e o que vejo, é perceptível um significativo avanço nas melhorias da cidade, assim como há alguns retrocessos. As eleições estão aí e penso que fazer um balanço desse governo seja viável.

Cidades pequenas podem ser desenvolvidas sem aparatos tecnológicos e sem importar problemas de cidades grandes? São Miguel do Oeste já provou, mais de uma vez, que isso é possível! Em 2016, por exemplo, a revista Veja fez um levantamento das 32 melhores cidades com meio de 500 mil habitantes para se viver no Brasil e São Miguel do Oeste aparece em 28º lugar. Os quesitos analisados foram: educação, renda, qualidade de vida, saneamento e áreas verdes. Quem mora aqui sabe o quanto nossa cidade tem de coisas boas para oferecer. 

Por exemplo as praças estão cada vez mais floridas e arborizadas. Além da praça central Walnir Bottaro Daniel, há também a praça Belarmino Annoni, localizada próximo ao Posto de Saúde de Vacinação, que está ficando cada vez mais bonita e atrai muitas famílias, crianças e jovens para passar o fim de semana ao ar livre. Tem parque para as crianças, quadra esportiva, espaço para os cachorros, pista de skate, equipamento para ginástica ao ar livre e até um tabuleiro de xadrez gigante (pago um sorvete para quem me vencer). 

Atualmente também há um espaço maior para os ciclistas. Elas aumentam a qualidade de vida e propiciam mais segurança para quem gosta de pedalar. E o melhor é que esses espaços são democráticos, podendo ser acessado por todos os moradores da cidade e da região.

Anualmente temos eventos que são destaque a nível estadual, como os Jogos Escolares de Santa Catarina -JESC, que teve sua parada obrigatória em São Miguel do Oeste neste ano de 2019. O evento foi bem organizado, mostrando uma bela parceria entre Estado e Município. Além disso, muitos jovens daqui se destacaram em várias modalidades, como no basquete, judô e xadrez. Isso dá mais visibilidade aos nossos atletas e ao município, sem falar que aumentam a movimentação em nosso comércio, o que é sempre bom para todos. 

E por falar em visibilidade, não posso deixar de citar o Motocão, um dos maiores encontro de motociclistas do Brasil, que sempre foi tradicional por aqui, agora voltará a acontecer em nossa cidade em 2020. A galera do rock está ansiosa por este momento. No ano passado, nosso prefeito tentou trazer o evento de volta, mas o colocou na Faismo, inacessível para muitas pessoas da cidade. O evento teve outro nome, que acabou não atraindo um público de fora, como acontece com o Motocão.

A Festa das Culturas, teve sua segunda edição este ano, apresentou a variedade de etnias em nossa cidade, com comidas típicas alemãs, italiana e polonesa. Teve também Feira do Livro e Festival da Canção, tudo em um organizado evento de fim de semana. Essas coisas agregam qualidade de vida ao moradores da cidade, tornando um local agradável para se viver.  

As ruas estão sendo asfaltadas, as praças floridas, os eventos de cultura acontecendo. Claro que é possível refletir sobre a intenção do atual governo em fazer parte dessas melhorias somente no final do mandato: será tudo em benefício do povo ou há uma vontade de reeleição? Sejamos todos utilitaristas e não kantianos: não importa a intenção da ação, se o resultado está sendo positivo para a maioria da população, então vamos contar como uma ação moral para o bem.

Porém, como nem tudo são flores, a cidade carece de muitas coisas. Os jovens que estão iniciando a vida profissional e almejam alcançar sucesso em sua área precisam sair da cidade para ter suas realizações. Apesar do IFSC e da UNOESC formarem, do SENAI e SENAC qualificarem para o mercado de trabalho, não há grandes indústrias, fábricas ou mesmo um público para certas profissões e, por isso, vão embora em busca de um futuro promissor. Apesar do investimento em eventos culturais é perceptível a falta, por exemplo, de um teatro para apresentação de grupos de dança, shows, teatro e palestras. Esses pequenos recursos fariam diferença na hora de escolher ir ou ficar por aqui. 

Nossa cidade tem tudo para crescer, se desenvolver e continuar com bons índices de IDH. Por enquanto está tudo dando certo. Fazer projetos em prol dos jovens, trazer empresas para ofertar novas oportunidades de trabalho e manter a cidade agradável deve estar na pauta do governo e dos futuros candidatos a prefeitura em 2020.

Mais notícias