TV GC

Time catarinense vai disputar em casa a final do campeonato brasileiro de futebol americano

Brasil Bowl 2019 será no dia 14 de dezembro e terá transmissão para o país inteiro pela televisão

Estado - 02/12/2019 14:10 (atualizado em 03/12/2019 05:58)

Timbó Rex (de vermelho) venceu o Tubarões do Cerrado na semifinal(Foto: Richard Ferrari / Divulgação)

O Timbó Rex terá a chance de se tornar o primeiro tricampeão brasileiro de futebol americano. Após vencer neste sábado (31) o Tubarões do Cerrado por 31 a 6 na semifinal da liga Brasil Futebol Americano (BFA), o time do Vale do Itajaí conquistou a vaga no Brasil Bowl, a decisão da elite da bola oval brasileira.

A final está marcada para o dia 14 de dezembro e o adversário do Rex será o João Pessoa Espectros, que foi campeão brasileiro em 2015 e venceu na semifinal neste domingo (1) o Galo FA, de Belo Horizonte-MG. O mando de campo será dos catarinenses, que ainda devem decidir se vão disputar a final em Timbó, onde geralmente jogam, ou se levarão a decisão para o Estádio do Sesi, em Blumenau.

A mudança pode ocorrer por conta da estrutura do estádio em Blumenau, que já está pronto para um evento esportivo maior e não precisaria das adaptações que a equipe teria que providenciar no campo de Timbó. A escolha oficial deve sair nos próximos dias, segundo o administrador e treinador do T-Rex, Breno Takahashi.

Final terá transmissão nacional

A expectativa é de que o Brasil Bowl 2019 seja um dos eventos de maior visibilidade para o futebol americano brasileiro até hoje. A modalidade cresce em adeptos a cada ano e o campeonato também, com isso a final do dia 14 terá transmissão nacional através do canal por assinatura ESPN. Uma equipe da emissora que transmite os jogos da NFL vai narrar e comentar a final brasileira. Além da transmissão da final, um compacto das semifinais também será transmitido para o país inteiro na próxima semana.

— Vai ser a primeira grande final com essa transmissão, é um ganho bem bacana. E voltar a uma final nacional é uma grande conquista para o T-Rex, por esse ano ter sido um dos mais difíceis administrativamente. Teve uma reconstrução muito grande, o time deu a volta por cima. Começou devagar no estadual, devagar na BFA, e foi engrenando aos poucos — avalia Takahashi.

O Rex volta a uma final brasileira após dois anos marcados por eliminações na fase final (em 2017 para o Coritiba Crocodiles e em 2018 para o Galo FA). O último título dos catarinenses foi em 2016, em uma final contra o Flamengo.

Fonte: NSC Total

Mais notícias