TV GC

Dana White diz que Amanda Nunes não recebe o devido reconhecimento por ser mulher

Presidente do UFC reclama de preconceito da mídia e afirma que a campeã de duas divisões de peso diferentes está entre os melhores lutadores de todos os tempos

UFC - 16/06/2020 14:16


Amanda Nunes é a única atleta, seja homem ou mulher, a defender e manter ao mesmo tempo cinturões de duas categorias diferentes no UFC — Foto: Getty Images


Dana White já recusou que haveria mulheres lutando no UFC, há quase uma década. Porém, mudou de ideia, abriu as portas da organização em 2013 e, desde então, colheu os frutos da decisão. Agora, admite até que uma mulher merece estar na discussão dos melhores lutadores de todos os tempos.


No caso, Amanda Nunes, campeã dos pesos-penas (até 66kg) e pesos-galos (até 61kg) do Ultimate. Em entrevista ao site "TMZ Sports", o presidente do UFC afirmou que parte do motivo de a "Leoa" não ser respeitada tanto quanto merece se deve ao fato de ser mulher.


- Acho que é por ela ser mulher, para ser sincero. (...) Acho que é parte da razão, mas está ficando difícil não respeitá-la, especialmente depois de sua última atuação. Quando ela enfrentou Germaine de Randamie, muita gente disse, “Ah, ela pareceu humana nesta luta”. O quê?!? Ela enfrentou a melhor trocadora de golpes de todos os tempos! E ganhou a luta! O que vocês querem dessa mulher? E nesta luta contra a Spencer, incrivelmente dura e durável, ela deu uma aula completa - argumentou White.


Antes das vitórias sobre Felicia Spencer e Germaine de Randamie, Nunes teve talvez suas vitórias mais impressionantes, nocautes sobre Cris Cyborg e Holly Holm. Dana White exaltou essas duas apresentações.



- Ela está botando o sarrafo tão alto que vai ser muito difícil de outro atleta conquistar o que ela conquistou. Não esqueça: todo mundo só falava de quão assustadora e perigosa era a Cyborg. E ela absolutamente destruiu a Cyborg. Destruiu! Holly Holm, que também é uma das melhores de todos os tempos no boxe e no MMA, e quão facilmente ela a derrotou. E Holly Holm não cai fácil, ela enfrentou todas as melhores, e Amanda Nunes a atropelou.


A pergunta que fica, porém, é quem o UFC pode colocar para fazer frente à brasileira. White reiterou que não está interessado numa trilogia de Nunes contra Valentina Shevchenko, campeã do peso-mosca (até 57kg), já que as duas primeiras lutas foram vencidas pela baiana. Uma possibilidade que foi levantada seria uma superluta contra Claressa Shields, bicampeã olímpica de boxe e que já expressou interesse em enfrentar Amanda. Dana, entretanto, acha que o duelo é difícil de acontecer.


- A parte difícil numa luta dessas é: o que elas vão lutar? Elas vão lutar boxe ou MMA? Eu sei que Claressa está treinando, mas ela não poderia possivelmente estar no nível da Amanda Nunes (no MMA). Toda vez que fazemos algo assim, é sempre eu mandando os meus lutadores para o boxe, entende? É difícil, temos que resolver isso. Eu gosto da Claressa, já me reuni com ela, com seu manager, e todo mundo está interessado, mas como fazemos isso? - indagou o presidente.

Fonte: GloboEsporte
Envie suas sugestões de pauta para a redação
WhatsApp Business TVGC (49) 99936 0092

Mais notícias