TV GC

SOBRENOMES FAMOSOS NA LISTA DO BENEFÍCIO AUXÍLIO EMERGENCIAL

São Miguel do Oeste - 23/06/2020 17:16

“Acredita que todos se vendem, homens e mulheres, palhaços e imperadores, cristos (sic) e mendigos: a questão é o preço e o preço sufoca todas as consciências, todas as revoltas”, é o que diz Albino Forjaz de Sampaio em seu nobre livro Palavras Cínicas, publicado em 1905. Eis o lema da essência do nosso Brasil.

Na manhã de 10 de junho circulou pelas redes sociais os nomes daqueles que solicitaram o auxílio emergencial, liberado pelo governo devido a pandemia, e o link no Portal Transparência, para que todos pudessem conferir um a um. Acredita na honestidade cristã dos membros da tua família, dos teus amigos, e vizinhos? Crê na decência no vereador que recebeu teu voto na última eleição? Acha mesmo que alguns empresários só querem o sagrado lucro do suor de seus funcionários?  Santa ingenuidade a nossa!

Para quem não conteve a curiosidade e foi dar aquela espiadinha se deparou com muitos nomes conhecidos, o nome do pobre já era esperado, a “surpresa” ficou por conta dos sobrenomes famosos que gozam de status na cidade. Seria um erro do sistema? Capaz! É apenas o reflexo da moral e dos bons costumes que norteiam nossa sociedade: egoísmo e trapaça.

Em linhas gerais é possível dividir a surpresa em dois grupos: os falcatruas, que são muitos, e os que vivem das aparências, com o carrão “pra cima e pra baixo”, mas que só têm (quando têm) feijão e arroz para comer. 

Tudo parece tão distante quando lemos ou assistimos algo sobre corrupção, desvio de dinheiro público e diferentes formas para enganar a população. Parece que tais problemas se limitam a Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro e ao nordeste brasileiro. Mas a desonestidade está firme e forte aqui em SMO! É possível verificar, graças ao Portal Transparência, que algumas lideranças da cidade, tanto na esfera política quanto empresarial, que deveriam ser o exemplo de conduta aos munícipes, solicitaram o auxílio emergencial de R$ 600,00. 

Será que realmente eles precisam desse dinheiro ou agiram de forma extremamente egoísta ignorando as regras impostas pelo governo federal? Se um dia antes da divulgação dos nomes fosse perguntado a esses senhores o que pensam sobre os corruptos que usam o dinheiro voltado às políticas públicas em benefício próprio, certamente, de forma hipócrita, diriam que isso é errado e que jamais fariam isso.

O segundo grupo, que compõem a “classe alta” da cidade realmente é assustador! É de se perder as contas de quantas pessoas elegantes, que desfilam pelas ruas ou passeiam com carros do ano, estão recebendo o benefício auxílio emergencial. Agora, com os nomes revelados, como vão bancar a pose de ricos? Vão assumir que estão agindo de má-fé ou que realmente querem viver somente de aparências?

Faça um teste: se você chamar o fulano para ir comer uma pizza um dia antes do salário cair na conta ou mesmo um dia antes do fechamento da fatura do cartão, ele não vai aceitar, porque não tem dinheiro para pagar. Quando entram de férias, não viajam porque precisam aproveitar o dinheiro extra para colocar em dia a parcela do carro; por vezes, precisam colocar em dia até mesmo a parcela das roupas que compram e não pagam. Que tipo de gente rica é essa, que não tem dinheiro? É o tipo que vive de status! E você sabe o que é o status?

Numa peça de teatro que assisti há alguns anos uma personagem perguntou: “O que é status?” e a resposta veio em seguida: “Status é você comprar algo que não precisa, com um dinheiro que você não tem, para mostrar quem você não é, para alguém que você não gosta.”, respondeu seu amigo.  

É disso que vivem muitas pessoas aqui em nossa cidade, de fingir que possuem o que não possuem. E por isso seus nomes estão na lista do auxílio oferecido pelo governo. É justo essas pessoas usarem o dinheiro desse recurso para manter a ostentação do dia a dia?

Que bom seria se pedissem desculpas e não voltassem a errar dessa maneira, mas ter vergonha na cara, no Brasil, é quase uma virtude. O meu encontro com essas pessoas jamais será o mesmo. Inevitavelmente me lembrarei das sábias palavras de Sampaio: “Não traz cada rosto a máscara de mil dissimulações? Não tem cada alma a recordação de mil infâmias? Tudo na vida é engano, tudo embuste, tudo dissimulação. (...) A veste é uma máscara, a palavra disfarça a alma como a veste disfarça o corpo.”

Nunca foi tão desvantajoso ser honesto… O mundo que se enlouqueça, como disse Cândido, mas vou continuar cultivando meu jardim.


Envie suas sugestões de pauta para a redação
WhatsApp Business TVGC (49) 99936 0092

Mais notícias