TV GC

Deputados querem instalação de UTI Neonatal no Hospital Regional de SMOeste

O MPSC através de ação civil tem determinado que o governo estadual faça a implantação de algumas unidades de tratamento intensivo em SC

Política - 21/06/2022 13:52

Foto: Arquivo/TVGC


O estado de São Catarina está em situação de emergência visto a superlotação dos hospitais e a falta de leitos principalmente de UTIs neonatais. A situação está crítica e na última semana a Câmara de Vereadores de São Miguel do Oeste aprovou uma moção de apelo para que o governo catarinense instale uma UTI neonatal no Hospital Regional Terezinha Gaio Basso.

Além disso, a Assembleia Legislativa de Santa Catarina também aprovou uma moção no mesmo sentido. Na Alesc, o documento foi apresentado pelo deputado estadual, Padre Pedro Baldissera do Partido dos Trabalhadores, o qual lembrou que o pedido para instalação de uma UTI pediátrica no Extremo Oeste é uma reivindicação antiga de toda a região.

Ele pontuou que o próprio Ministério Público do estado através de ação civil têm determinado que o governo estadual faça a implantação de algumas unidades de tratamento intensivo em pontos de Santa Catarina.

Para o padre Pedro Baldissera, a demanda é expressiva e necessita de ações urgentes, principalmente no hospital de São Miguel do Oeste, onde não há nenhum leito para esse público.

O parlamentar declarou que os deputados da bancada do Oeste querem realizar uma agenda junto ao secretário estadual de Saúde para discutir a situação na região Extremo Oeste de Santa Catarina. O objetivo é viabilizar que pelo menos alguns leitos sejam instalados na unidade hospitalar.

Segundo ele, Chapecó e Xanxerê não conseguem atender todo o grande Oeste e por isso uma UTI neonatal em São Miguel do Oeste atenderia a demanda existente.

Padre Pedro citou que o investimento não é tão alto como imaginado e por isso falta apenas visão política do governo catarinense nesse assunto.

Fonte: Rede Peperi
Envie suas sugestões de pauta para a redação
WhatsApp Business TVGC (49) 99936 0092

Mais notícias

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência.